Nota 001 sobre o socorro aos animais em Brumadinho

Imediatamente após o rompimento da barragem, iniciamos a campanha de arrecadação de doações para os animais. No dia seguinte, suspendemos a campanha após decisão do comando geral do desastre de informar que veículos com doações não teriam acesso ao local. Respeitamos a ordem, mas ficamos estarrecidos diante da total falta de ação emergencial da mineradora para salvar vidas diante da catástrofe.

Nossa expectativa era que o socorro fosse imediato, tanto para as vidas humanas quanto animais. No entanto, devido à gravidade do cenário resultante do crime cometido pela Vale, até mesmos os mais hábeis socorristas, responsáveis pelos resgates, depararam-se com altíssimo grau de dificuldade e risco às suas vidas para realizar os resgates. Consequentemente, nas primeiras 48 horas muitos animais agonizaram até a morte.

O socorro aos animais só pôde ser iniciado com segurança oficialmente 72 horas após o rompimento da barragem. Fiscalizaremos para que isso seja computado neste crime hediondo da mineradora.

A Vale, por exigência da equipe fiscalizadora está providenciando o que os animais precisam. Informou que não precisará de doações para os animais. Nada além de sua obrigação.

Continuaremos monitorando para que haja celeridade a partir de agora e para garantir que a Vale arque com todo o ônus do crime cometido. Fazemos apelo à população e organizações que também fiscalizem e pressionem a mineradora para que cumpra suas obrigações legais de socorro às vítimas humanas e não humanas.

São centenas de animais, muitos dos quais retornam ao seu local de origem à procura de seu território, que agora está destruído, e de seus tutores, que estão mortos ou desabrigados. Muitos poderão ficar atolados e morrer. Estão famintos e com sede, muitos estão perdidos ou doentes.

O trabalho da equipe de resgate animal está sendo enorme e criterioso e supervisionado por profissionais isentos, altamente gabaritados, comprometidos com a vida dos animais e com o mais alto nível técnico sobre medicina veterinária do coletivo, Saúde Única e Saúde Ambiental. Isso nos garante tranquilidade e segurança quanto aos critérios técnicos de atenção animal adotados no socorro às vítimas.

Estamos diariamente nos informando sobre o trabalho de socorro e estamos reivindicando que todo o serviço prestado aos animais, bem como toda e qualquer despesa, sejam custeados integralmente pela empresa Vale, incluindo abrigos temporários e permanentes aos animais.

Sendo assim, apesar de respeitarmos a vontade de empresas e organizações interessadas em oferecer serviços gratuitos, lar temporário ou doar insumos e medicamentos, não incentivamos tal iniciativa, exceto em caso excepcional e urgente, quando não houver providência em tempo hábil pela Vale.

Sugerimos a essas pessoas e organizações que façam doações a ONGs e protetores carentes de sua região.

Por fim, sugerimos às faculdades, clínicas e profissionais afins que ofereçam produtos e serviços gratuitos para animais carentes de suas comunidades e que todo o ônus do atendimento dado a animais vítimas do Crime da Vale seja arcado pela Mineradora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *